Apartamento Porto

Localizado em uma superquadra de Brasília, num edifício da década de 60, este apartamento de 80m2 foi reformado para atender às necessidades de um jovem casal com um filho.

O apartamento original era composto por três quartos com um banheiro social, uma sala separada da cozinha por um pequeno hall de entrada, uma lavanderia com banheiro e quarto de serviço. Neste apartamento o que mais agradava aos novos proprietários eram as amplas janelas que proporcionavam ambientes cheios de luz natural e uma bela vista dos jardins da superquadra, e o que mais desagradava era não possuir uma suíte para o casal.

A planta original era bem distribuída e as alterações propostas foram para adaptar sua antiga estrutura para as necessidades da praticidade e funcionalidade da vida contemporânea.

O proprietário, que é engenheiro e gosta de cozinhar, me contou que em suas horas livres gostava de elaborar esculturas geométricas inspiradas na obra do artista plástico Athos Bulcão. Esta foi uma inspiração para a proposta da sala, como ambiente articulador dos espaços, com a instalação de um grande armário suspenso cuja volumetria remetesse a essa paixão.

Este armário suspenso composto por cheios e vazios, com portas, gavetas e basculantes funciona como um móvel curinga, pois abriga a despensa, cristaleira, aparador e rack de tv. A disposição do mobiliário na sala foi resultado da própria configuração do armário, pois indicava a posição do sofá e da mesa de refeições em função de seus nichos.

Outro ponto importante do projeto foi atender a vontade dos moradores em transformar o quarto do casal em suíte. Para esta transformação, as áreas do banheiro e do quarto de serviço e parte da lavandeira foram readequadas. Estes ambientes se transformaram no closet e no banheiro da suíte do casal.

A cozinha teve sua área expandida de forma linear aproveitando parte da antiga lavanderia. Para maximizar a funcionalidade do estreito espaço, colocou-se de um lado a bancada com cuba, cooktop, forno, micro-ondas, filtro de água, adega, armários e geladeira. Do outro, num espaço antes mal aproveitado e residual entre dois pilares da estrutura, uma estreita bancada de apoio para refeições rápidas e um armário suspenso.

Um dos quartos foi adequado para seu filho, nos conceitos do método Montessori, e o outro foi destinado ao escritório do casal.

...e com o decorrer do tempo, o ambiente do escritório tornou-se um quarto para mais um bebê!

Ficha Técnica:

Autor: Arquiteto Rodrigo Biavati
Colaborador: Arquiteto Felipe Miranda
Execução: Engenheiro Marco Porto
Fotos: Haruo Mikami